Pular para o conteúdo principal

SEGREDO REVELADO ! TEORIA ENVOLVENDO MICHAEL JACKSON E SONIC É VERDADEIRA

Segredo revelado! Teoria envolvendo Michael Jackson e Sonic é verdadeira

27 de janeiro de 2016

Neste ano a morte de Michael Jackson completará sete anos — sim, o tempo voa! — e alguns segredos da carreira do músico ainda seguem incógnitos. Mas um deles caiu na boca do povo depois de muita especulação.
Trata-se da participação do Rei do Pop na construção da trilha sonora de um dos jogos mais famosos de todos os tempos. E o que era apenas especulação virou realidade: Michael participou sim da trilha sonora de Sonic 3, da Sega.
A teoria começou a rolar ainda com o músico vivo, em 2003, nos primórdios de fóruns da internet. Nunca havia, no entanto, sido confirmada de maneira oficial. Mas matéria de Todd van Luling publicada no Huffington Post mostra que a Sega e o Rei do Pop tiveram um laço oficial.
A história aconteceu de maneira bem informal. Michael visitou a Sega em uma noite de 1993 e recebeu o convite inusitado de um dos produtores de Sonic. Devido ao bom relacionamento com a produtora, que havia lançado três anos antes Moonwalker, o jogo do próprio astro, o pedido foi prontamente aceito.
A participação, no entanto, virou segredo por conta de problemas pessoais de Michael. Naquele mesmo ano, ele seria acusado de abusar sexualmente de um adolescente, justamente o público-alvo de Sonic. A Sega, então, por motivos comerciais, resolveu omitir o nome do Rei do Pop dos créditos do game.
Mas essa é a teoria de Todd. Brad Buxter, produtor que confirmou a participação de Michael Jackson, diz que o próprio músico vetou a aparição de seu nome. Isso porque o Rei do Pop havia julgado que as músicas tinham perdido qualidade na compressão do cartucho e, por isso, ficou insatisfeito com o trabalho.


Quando for jogar Sonic 3 de novo, agora, saiba: o jogo tem o dedo de um dos maiores músicos de todos os tempos e isso não é teoria da conspiração. No vídeo abaixo, após o último chefão, a música que toca foi criada por Michael, confira:


Fonte:https://br.noticias.yahoo.com/segredo-revelado-teoria-envolvendo-michael-163943201.html

Postagens mais visitadas deste blog

SEXO,DROGAS & ROCK AND ROLL

Sex, Drugs & Rock and roll
POR • 10 MAR 2017Sua Only Rock and Sex mas eu gostoQuando você olha para uma cerimônia de premiação em um muito jovem cantora pop criado por gravadoras passando a mão sentiu (aqueles com os quais estágios geléia) por uma calcinha branca que mostram através de sua depilação brasileira ao remover a língua em tentativa de estudou chocar e excitar as massas, não pode , mas pensar nisso mítica final de março 1973, quando a gravadora sueca Metronome registros deu Led Zeppelin discos de ouro para seu quinto álbum; Casas do Santo . Havia quatro membros , com seus registros na mão posando antes da câmera Bengt H. Malmqvist , enquanto em primeiro plano, um par porra vivo deitado em uma cama. Sugá-lo e não um martelo, Miley . Ninguém contesta que outros gêneros têm sido a trilha sonora de muitas noites de amor r; mas se falamos de sexo e apenas sexo (sex contemporânea, pelo menos, saber o que os romanos ouvido em suas orgias) trilha sonora é rock…

ERA TUDO HEAVY METAL FAROFA

Era tudo HeavyMetal farofa
Lá pela metade dos anos 80 apareceram bandas que traziam uma nova releitura do glam-rock. Exagerando mais ainda no visual, e um som mais pesado, do que seus modelos dos anos 70, o estilo, portanto, passou a ser chamado de glam-metal.
Enquanto o New York Dolls pareciam travestis sujos e malvados e tocavam um rock and roll de garagem, a nova turma glam estava mais para boneca barbie e lavavam os cabelos com Grecin 2000 – daí o termo Hair Metal, na verdade um termo depreciativo. O pessoal do Trash Metal tachava-os de posers ou falso-metal. Bobagem! A música muitas vezes não passava de um Hard Rock pomposo, com muitas power ballads.
Por outro lado, desenvolveu-se nesse meio um outro subgênero o Pop-Metal - bandas com visual menos andrógino e com letras visando menos sexo, bebedeiras e festas. Talvez a banda que melhor traduz esse estilo seja os ingleses do Def Leppard. Eles começaram com uma pegada bem New Wave of British Heavy Metal (NWBHM), mas, aos poucos, foram…

AS GRANDES PARCERIAS DE JOHN LENNON NO "ALÉM-BEATLES"

As grandes parcerias de John Lennon no “além-Beatles”Como compositor, John Lennon levou Elton John e David Bowie ao topo das paradas. Como músico, ele conseguiu se entrosar com Frank Zappa e Chuck Berry, e “brincou” de supergrupo com Eric Clapton, Keith Richards e Mitch Mitchell. Na conta de encontros musicais “além-Beatles” de Lennon ainda consta o baterista do Yes Alan White e a eterna companheira, musa e parceira de composição Yoko Ono. A seguir, conheça as grandes colaborações de Lennon ao se excetuar o trabalho dele nos Beatles.

Por Lucas Brêda
As grandes parcerias de John Lennon no “além-Beatles” Yoko Ono

A mais frutífera parceria de John Lennon depois de Paul McCartney é também a mais polêmica delas. Detestada por ex-integrantes, produtores e engenheiros de som dos Beatles (e basicamente boa parte do resto do mundo), Yoko Ono não só deu nome à principal banda que acompanhou Lennon em carreira solo (a Plastic Ono Band) como dividiu a autoria de canções como “Oh My Love” (Imagine), “…