Pular para o conteúdo principal

O BLUES PERDE SUA MAJESTADE - B.B. KING MORRE AOS 89 ANOS

O BLUES PERDE SUA MAJESTADE - B.B. KING MORRE AOS 89 ANOS




Como já é de conhecimento de todos, o lendário guitarrista e cantor B.B. King, que ajudou a popularizar o blues elétrico – tocando para diversas plateias por mais de seis décadas – morreu na última quinta, 14, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Ele tinha 89 anos. King, que foi diagnosticado com diabetes há cerca de 30 anos, foi hospitalizado no mês passado devido a uma desidratação. No último mês de outubro, ele foi forçado a cancelar oito datas de shows por desidratação e exaustão. O advogado dele, Brent Bryson, confirmou a morte à agência de notícias Associated Press na madrugada desta sexta, 15. Já perto dos 90 anos, King fazia turnês de até um ano inteiro pelo mundo, na posição inigualável de embaixador do blues. Seu estilo indelével – uivos vocais roucos junto a ressonantes vibratos de uma nota na guitarra batizada de Lucille – definiram o gênero. Ele ganhou 15 prêmios Grammy e foi introduzido ao Hall da Fama do Rock and Roll em 1987. “Ele é, sem dúvidas, o mais importante artista que veio do blues em todos os temos”, escreveu Eric Clapton em sua biografia de 2008. “E o homem mais humilde e genuíno que você gostaria de conhecer. Em termos de dimensão ou estatura, acredito que se Robert Johnson fosse reencarnado, ele seria, provavelmente, B.B. King". No final do ano passado, King participou do superalbum tributo a Paul McCartney "The Art Of McCartney" interpretando "On The Way".



Postado por 

Postagens mais visitadas deste blog

AS GRANDES PARCERIAS DE JOHN LENNON NO "ALÉM-BEATLES"

As grandes parcerias de John Lennon no “além-Beatles”Como compositor, John Lennon levou Elton John e David Bowie ao topo das paradas. Como músico, ele conseguiu se entrosar com Frank Zappa e Chuck Berry, e “brincou” de supergrupo com Eric Clapton, Keith Richards e Mitch Mitchell. Na conta de encontros musicais “além-Beatles” de Lennon ainda consta o baterista do Yes Alan White e a eterna companheira, musa e parceira de composição Yoko Ono. A seguir, conheça as grandes colaborações de Lennon ao se excetuar o trabalho dele nos Beatles.

Por Lucas Brêda
As grandes parcerias de John Lennon no “além-Beatles” Yoko Ono

A mais frutífera parceria de John Lennon depois de Paul McCartney é também a mais polêmica delas. Detestada por ex-integrantes, produtores e engenheiros de som dos Beatles (e basicamente boa parte do resto do mundo), Yoko Ono não só deu nome à principal banda que acompanhou Lennon em carreira solo (a Plastic Ono Band) como dividiu a autoria de canções como “Oh My Love” (Imagine), “…

PAUL MCCARTNEY : O MAIOR POPSTAR DO MUNDO

Foto de divulgação

Paul McCartney: o maior popstar do mundo

A maior noção da história do rock é a de que “tudo começou com Elvis” (Presley). Primeiro ídolo e pai do rock’n’roll, Elvis ficou para a história mais pelo ícone que representa do que pela música em si. Apaixonados por Elvis, como todos que começaram a fazer música estimulados pelo nascimento do rock’n’roll, os Beatles tornaram-se mito ainda nos anos 1960 – com seu denso trabalho autoral, numa discografia consideravelmente longa para seus meros oito anos de atividade no mercado fonográfico.

Se John Lennon era a alma dos Beatles, Paul McCartney era a música. E é com isso que há quase 50 anos o inglês James Paul McCartney encanta platéias mundo afora. Considerado o mais musical dos Beatles, e o mais melodioso da dupla Lennon & McCartney, Paul é responsável por inúmeras das maiores pérolas da banda. Em brilhante carreira solo há exatos 40 anos, desde o fim dos Beatles, Paul acumula extensa discografia – que inclui todos os dis…

24 ÁLBUNS PRA MANJAR MAIS QUE O SUFICIENTE SOBRE POST-ROCK

24 álbuns pra manjar mais que o suficiente sobre post-rockTudo o que era pra ser rock, mas não é
A história do gênero começou entre o finalzinho dos anos 80 e começo dos anos 90 e, como qualquer estilo, teve altos e baixos. De um tempo pra cá, no entanto, voltou a pipocar nos fones alheios, principalmente por causa de serviços como o Spotify, que disponibilizou várias playlists de post-rock. Meus amigos, por exemplo, adoram ouvir o som enquanto trabalham, embora não saibam exatamente o que estão ouvindo. Devo ter deixado, por descuido e não por maldade, alguns nomes importantes fora da lista. IsisMONO65daysofstatic e outros tantos. Por isso convido você a acrescentar outras bandas nos comentários. Com certeza será bem enriquecedor pra mim e para os outros leitores. Comecemos então definindo o que é post-rockO termo foi utilizado pela primeira vez em março 1994, batizado pelo jornalista Simon Reynolds, na resenha do álbum Hex, da banda Bark Psychosis, para a revista britânica Mojo. Doi…